Avançar para o conteúdo principal

10km em Guimarães

Nos últimos tempos comecei a arrepender-me de ter feito a inscrição nesta prova. Primeiro por os 10km de Aveiro à 2 semanas atrás terem corrido mal. Depois disso, os treinos foram sendo uma desgraça. Ou me doía os joelhos ou me doía as pernas. Cheguei mesmo a desesperar porque sentia que o corpo queria mais mas as pernas não conseguiam!!!

A semana passada regressei ao ginásio pois comecei a achar que o que podia estar a agravar a situação era a falta de diversidade nos exercicios.
Claro que este regresso em cima da hora já não iria ajudar na corrida de ontem... mas paciência!

Na sexta fui fazer um treino na rua. Não liguei ao tempo, o que eu queria era ver o que conseguia aguentar. 
Consegui correr 8km (com algumas desacelerações pelo meio) num tempo vergonhoso mas sem sentir que as pernas e os joelhos me falhavam. Andei mais 2 km.

Não fiquei confiante relativamente a tempo mas fiquei contente por ter conseguido correr sem desesperar!

Durante o dia de sábado decidi que nesta prova não iria levar phones. Já percebi que a falta de música não me faz grande diferença e os km iriam estar marcados por isso não necessitava do auxiliar na contagem dos km. Além disso não queria ir com a pressão do tempo. Apenas queria completar os 10km.

A partida da prova foi horrível! Numa zona de terra em que literalmente comi pó seguida de um afunilamento em que tive mesmo de parar para conseguir passar.
Depois disso, muito paralelo! Sempre que pude fugi dele indo pelo passeio mas nem sempre foi possivel.
Até aos 5km apenas caminhei em 2 ou 3 curvas.
Aos 5km tive de abrandar e caminhar. Era zona de abastecimento e eu queria beber água (para mim beber água a correr é impossivel) e o chão estava muito molhado. Como devem imaginar, chão de paralelo molhado é uma combinação para um valente tombo!
Terei andado uns 200m e reiniciei a corrida. O facto de me terem perguntado as horas não me alterou nada. Propositadamente não fiz contas... não queria saber!
Confesso que nos segundos 5km, parei algumas vezes para caminhar mas coisas esporádicas e rapidamente voltava ao ritmo de corrida.
No abastecimento dos 8km, peguei numa garrafa mas como não quis parar acabei por a deitar fora.

A partir dos 7km fui a par de outra senhora (que ia olhando para trás porque +/- na altura em que fomos a par deixou o filho para trás). Só me lembrava do que me tinha acontecido em Aveiro por isso tentei nunca me chegar muito perto nem que ela se chegasse muito.
Já tínhamos passado o marco dos 9km e ela começa a caminhar. Aí eu tive de intervir! Disse-lhe "vá lá! já falta pouco!". Ela respondeu que não queria abrandar e veio comigo! :D 

Quase a chegar à meta olho para o cronometro e vejo que marcava 1h04 e poucos segundos. O meu rosto deve ter-se iluminado!!! Naquele momento fui buscar forças nem sei bem onde e passei vendo 1:04:30.
Dei um salto, gritei "YES!" e segui.... apanhei tudo a que tinha direito e saí dali para processar que desta vez tinha mesmo conseguido fazer os 10km em menos de 1h05!

Estava feliz!

Tempo oficial: 1:04:39
Tempo chip: 1:03:30

YES!!!!!

Comentários

  1. Não há nada melhor do que essa sensação de desafio superado, depois de tantas desventuras! Por vezes, é quando o ânimo e a confiança estão mais em baixo, que as coisas correm melhor.

    Parabéns, mais uma vez! Agora é continuar a treinar e pensar na próxima :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! A próxima será depois do Verão.... já tinha decidido que não voltava a provas depois desta ;)

      Eliminar
  2. Parabéns!! Faco minhas as palavras da Agridoce! Por vezes quanto mais pensamos nas coisas pior.

    O feedback que tenho de amigos que fizeram a Meia é que existe demasiado empedrado pelo percurso e isso não ajuda mesmo nada.

    Venha a próxima! Bons treinos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada!
      O A. diz que depois dos 10km era mais asfalto... mas até ali o que dificulta é mesmo o piso.

      Eliminar
  3. muito bem e muitos parabéns :D mulher valente!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Hoje escrevo-vos com o coração

[e publico para o mundo inteiro ver... porque há coisas que o mundo não precisa de saber mas há outras que preciso tirar de dentro do peito]

Há 4 anos atrás descobri que vinha sendo enganada pela pessoa que amava. Durante uns dias hesitei mas acabei por tomar a decisão mais dificil que alguma vez tomei: decidi que não queria mais aquela pessoa na minha vida. 
Psicologicamente estava de rastos... só eu sei o que passei, nesse último ano, nas mãos da pessoa que me tinha feito promessas vãs.

Das últimas conversas que tivemos ele disse-me que iria apagar o seu perfil de Facebook. Para eu não achar estranho... que essa decisão nada tinha a ver comigo, que era ele que precisava de o fazer apenas por si próprio.
[sim, eu lembro-me dessa conversa como se tivesse acontecido há 2 minutos atrás.... o raio da memória nesse tempo ainda era grande, enorme. 
hoje em dia é uma titica e quase não me lembro do que fiz hoje de manhã]

Tudo muito certo até eu descobrir, meses mais tarde, que quando ele me disse…

Acho que preciso esclarecer

A quem não convive comigo diariamente... Não me interpretem mal!

Eu segui e sigo em frente todos os dias. A pessoa a quem me refiro no post anterior é passado e não possuo qualquer sentimento por ele... nem sequer ódio.
As recordações do tempo que passamos juntos são-me completamente inócuas. Foram vivências e apenas isso.

A irritação que vos transmiti... eu diria que acontece de ano a ano e, lá está, apenas porque sinto que há ali um poder sobre mim. E se há coisa que eu não gosto é que tenham poder sobre a minha pessoa.

[eu sei que pareço calminha e, por vezes, até submissa.... mas é algo que não sou mesmo!]

Ia chamar este post de "homossexualidade" mas o que vou escrever é mais abrangente que isso

Acabei de ver o excerto do vídeo em que 2 jogadores do Sevilha, ao celebrarem a sua vitória contra o Benfica, se beijam.

Não sei se são heterossexuais, homossexuais ou bi e sinceramente não me interessa particularmente qual a sexualidade de duas pessoas sobre as quais nunca tinha ouvido falar a não ser há umas horas atrás.
Mas já que vou opinar, não me pareceu que aquele beijo que tenha sido algo "novo" entre eles... foi um beijo de quem se beija dessa forma, ou seja, não houve aquele momento surpresa. Sendo que isso não quer dizer absolutamente nada quanto à sexualidade de ambos.

E agora voltando ao que me levou a pensar escrever este texto.
Lembro-me de, não há muito tempo, ter visto uma notícia que divulgava o primeiro jogador de futebol a assumir-se como homossexual. Penso que ele era alemão... ou então jogava num clube alemão, já não sei muito bem. Lembro-me que nessa altura pensei que ele não poderia ser o único homossexual nesse meio. O problema é que o futebol é um d…